Ser Negro na Zona Sul do Rio

Sou a maior defensora do negro Brasileiro e acredito que pra  se vencer na vida por  mérito e necessario deixar de que se apoiar eternamente em um passado de dificuldades, pobreza e injustiças sociais!

Nao vejo nenhuma lógica no estranhamento existente entre os moradores da Zona Sul do Rio de Janeiro com as pessoas negras que igualmente moram no mesmo bairro!?

Esse mesmo perfil de população, sempre se ver SEMPRE no direito de  reagir de um modo incodo, destrutivo e cruel com as pessoas negras que moram,trabalham e vivem na Zona Sul...

Nao vejo nenhuma lógica,nesse pavor e preconceito dos moradores da zona sul com relação aos negros vizinho!Mais infelizmente e isso que acontece diariamente na pratica!

PRECONCEITO EXISTE,sim!!

Esse quadro se enquadra ao negro de classe media e alta que educa os seus filhos,trabalha e vivi na Zona Sul da Cidade do cidade do Rio de Janeiro...

Assumo, porque ate mesmo EU tenho que conviver com os  péssimos atendimentos,olhares de espanto,risos  e ate suportar funcionários que em sua maioria são Nordestinos que  saem ate mesmo da cozinha do restaurante, para rirem do meu cabelo e aparência física!

Se estou um pouco menos arrumada,eita...e fato que serei mal atendida!



Aqui no Leblon ,por exemplo parece uma comunidade de irmãos gémeos...


Um bando de gente baixinha de cabelos escuros,mulheres com  vestidos floridos tomara de caia,homens com ténis de ginástica, bermudas e t-shirt da Osklen... Todos iguais em um meio onde so se relacionam entre eles!
Aqui na Zona Sul, mesmo com toda  a educação, consciencialização isso não acontece!

Estou consciente que quando tiver os meus filhos eles com certeza correrão o risco de serem comparados a uma criança da rua,isso infelizmente pelo fato de a maioria das crianças de rua que existem aqui no Leblon serem de pele negras ou mestiça!

Infelizmente a imagem do Negro Brasileiro no mundo esta relacionado a pobreza,violência! 
E quando um cidadão burguês,comum, se depara com uma criança negra, convivendo no mesmo colegio,parque e restaurante que eles,os burros, se sentem atacados,apavorados!!

Os negros consideram essa  mesma reaçao como racismo,eu  já considero  como PRECONCEITO!

Você pode ter todo dinheiro do mundo, mas se você e o único a frequentar o restaurante mais chique da zona Sul ,tenha certeza que vc corre o grande  risco de receber fortes criticas como  grande elogios!!

O Brasileiro Burguês da Zona Sul comete o mesmo erro  do Negro Revoltado da Periferia,ambos se acham puros em sua etnia,ambos se sentem vitimas do sistema!!

O Burguês ,com a violência e a lembrança pejorativa do homem de pele escura ,coitado que sempre te rouba  na rua ou te pedi esmola!

O Negro,Mestiço,Pardo..etc...etc..Brasileiro de considerar sempre os "brancos" Brasileiros como europeus,conquistadores e vilões da historia do negro Brasileiro!

Os pobres são eternamente do bem,vitimas da elite e das grandes potencias brancas!

No processo de fabricação de um espírito nacional,e normal que se inventem tradições,heróis,mitos fundadores e historias de chorar ,que se jogue um brilho a mais em episódios que criam um passado comum para todos e provoquem uma sensação de pertencimento!

Bacharel em direito e preso por expressar preconceito racial em redes sociais!

A Polícia Civil cumpriu, nesta terça (28), um mandado de busca e apreensão na casa de um jovem bacharel em direito, de 26 anos, acusado de usar o site de relacionamentos Facebook para insultar e demonstrar preconceito por pessoas que visitam a árvore de Natal da Lagoa, na Zona Sul do Rio.
Durante o início da tarde desta terça, o delegado adjunto da 14ª DP (Leblon), Alessandro Thiers, colheu o depoimento do acusado. A polícia chegou até ele através de denúncia anônima.
A polícia apreendeu um computador e um notebook na casa do jovem, de onde ele acessava o Facebook. Além disso, foram apreendidas miniaturas de tanques de guerra, soldados nazistas e um boneco de Adolph Hitler.
O bacharel em direito também é estudante de educação física, e vai responder por injúria racial e pode ser condenado a uma pena de dois a cinco anos de prisão.
A polícia divulgou ainda alguns trechos do que era postado pelo jovem no site de relacionamento:

“Ai, ai, é impressionante o mau-humor e a inveja de pessoas que moram mal pra ****, onde tudo é feio, essas mesmas pessoas devem achar um grande programa visitar a árvore de Natal da Lagoa, que fica apenas 1 minuto da minha casa, e que eu nunca perdi nem 10 segundos olhando para a mesma”.
“O mal-humor está além de seus bairros de origem, está em renegar sua genética, cabelo ruim, sorriso horrível, baixa estatura e baixo nível sócio-cultural. São feias por natureza, já nascem com 20% de gordura na cintura, não tem dinheiro nem pra ir pra São Paulo”.
“E tudo que tem na vida é um empreguinho de ****. Graças a Deus, em pouco tempo estarei longe dessa gentalha e dessa cafonice. Deus nos livre dessas pragas cafonas, nós, pessoas de bem, que nascemos bem, que tivemos educação e uma ótima genética.
VIVA A EUGENIA! VIVA A EUGENIA! VIVA A EUGENIA!


João Marcos: EUGENIA é um termo cunhado em 1883 por Francis Galton (1822-1911), significando “bem nascido”. {1} Galton definiu Eugénia como o estudo dos agentes sob o controle social que podem melhorar ou empobrecer as qualidades raciais das futuras gerações, seja física ou mentalmente.


 

2 Sua Vez...:

Parabéns pela iniciativa do blog! Estamos carentes deste tipo de mídia ou canal de comunicação! Divulgarei o blog no meu twitter! Abraço

Muito Obrigada!!

Mensagens assim me ajuda a ter sempre mais forças para continuar,nesse caminho!

Um Forte Abraço Liii

Licença Creative Commons
O trabalho ETNIA BRASILEIRA de Livia Zaruty foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.etniabrasileira.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://www.etniabrasileira.org.