Respeito a Diversidade nas Escolas

 Esta é uma campanha pedagógica contra todos os tipos de intimidação e em favor do respeito pela diversidade nas escolas
Alunos do ensino médio que foram vítimas de bullying expressam seus sofrimentos quando amigos na escola manifestaram discriminação, intolerância e preconceito por suas condições por AIDS ou por ser soropositivo, gay, negro, estudioso, fraco, gordo, feio etc.

UNESCO faz consulta sobre Bullying em instituições do Rio de Janeiro

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) vai consultar entre os dias 06 e 09 de dezembro escolas e universidades do Rio de Janeiro sobre a prática de bullying contra alunos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) nas instituições de ensino.
O estudo faz parte da primeira campanha internacional das Nações Unidas sobre o tema, lançada em 22 de novembro. O objetivo é explorar a melhor forma de apoiar alunos e professores LGBT, prevenir e combater o bullying, a discriminação homofóbica e transfóbica, além de assegurar ambientes seguros de aprendizagem para alunos LGBT.
Segundo a UNESCO, como resultado do estigma e da discriminação na escola, jovens submetidos ao assédio homofóbico estão mais propensos a abandonar os estudos, contemplar a automutilação, cometer suicídio e se engajar em atividades ou comportamentos que apresentam risco à saúde.

0 Sua Vez...:

Licença Creative Commons
O trabalho ETNIA BRASILEIRA de Livia Zaruty foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.etniabrasileira.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://www.etniabrasileira.org.