Cota racial: ESMOLA pra "negro" preguiçoso!

COTA RACIAL E  ESMOLAAAAAA...
Dívida que sai do MEU Bolso pra preguiçoso querer ir ALÉM !
 Sou negra e nem eu ou minha família é obrigada a pagar dívida de ninguém!!  
Somos todosssss Brasileiros e farinha do mesmo saco!!!
SOU NEGRA E SOU BRASILEIRA!!! Se vc e estrangeiro no Brasil e não está satisfeito que volte pra sua terra!!
Não aceito sustentar "criolo" Brasileiro acomodado...

To de saco cheio!!
Dessa coisa racista de cota racial pra "negro"!
As cotas prejudicam a universidade, a produção científica, o progresso da educação básica e tem um efeito negativo na democratização da sociedade! Cotas representam uma incompreensão do papel da universidade para a nação! Pela cor da pele, os brasileiros são classificados ao longo de uma dezena de gradações, como mulato claro, mulato escuro, mulato sarará, etc. No Brasil há, na mesma família, irmãos mulatos e brancos. Será impossível explicar a diferença do direito a cotas a irmãos de cor de pele diferente problema repetido entre vizinhos de cor de pele diferente e em toda a população.Cotas étnicas afrontam a identidade nacional brasileira e representam um risco de se criar um grave problema étnico no País! O uso no Brasil de termos como “afrodescendente” enfatizando a genealogia. Este movimento é associado à tendência a se denominar todos os pardos como “afrodescendentes” ou “negros” e não mais como “mestiços”. Trata-se de manipulação, pois a pele morena do brasileiro deve-se tanto a negros como a índios, conforme a já citada pesquisa da UFMG. O que está acontecendo é um apagamento dos índios da identidade e do passado brasileiro, um etnocídio simbólico.
www.etniabrasileira.com.br trecho : Antropólogo George Zarur

0 Sua Vez...:

Licença Creative Commons
O trabalho ETNIA BRASILEIRA de Livia Zaruty foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.etniabrasileira.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://www.etniabrasileira.org.