Zaruty

"Há quem acredite que a beleza e a inteligência são duas qualidades contrapostas, que não podem conviver porque fazem parte de realidades distintas. Lívia Zaruty desmente completamente essas pessoas, com seu jeito espontâneo de moça bonita, e sua atividade complexa de mulher madura e intelectual, prova que beleza e inteligência podem conviver harmonicamente e que, muitas vezes, isso é mais uma questão de opção do que uma exceção da natureza.

Modelo, atriz, cantora, web design, produtora artística, estudiosa de história e sociologia, aspirante a cineasta, Lívia Zaruty, 29 anos, nasceu em Duque de Caxias, Rio de Janeiro, mas muito cedo mudou-se para Vigário Geral, no subúrbio, onde viveu e cresceu com a dignidade de quem sabe o que quer, alimentando seus sonhos e paixão artística, sem abrir mão de seus princípios.
Apesar das dificuldade e do ambiente muitas vezes hostil, a sua carreira partiu com a naturalidade de uma flor que se abre quando e chegada a hora de desabrochar.
Incentivada pela sua mãe, modelista da Duloren, importante marca de peças íntimas, deu seus primeiros passos como profissional fazendo a modelo showroom.
Vitoriosa em alguns concurso de beleza e notada por algumas agência importantes do Rio de Janeiro, em pouco tempo Lívia vê o seu nome projetado na imprensa que passa a chamá-la de "Cinderela de Vigário Geral ", fazendo alusão a sua ascensão fulminante e a sua origem humilde. Entre um serviço e outro apareceu a oportunidade de fazer um trabalho para representar uma importante marca de biquínis
Aprovada no teste, foi convidada a ser imagem oficial da campanha primavera verão daquele ano.

A partir desta oportunidade sua vida muda de rumo definitivamente. Dois meses depois de iniciar esta colaboração, foi convidada a fazer uma temporada na Europa, mais precisamente na Itália, onde viveu inicialmente por cinco meses em Ostia Lido, pequena localidade marítima próxima a Roma. Mais que a experiência profissional, que por si, já seria muito importante, o fato de viver no velho continente lhe dá a possibilidade de adquirir conhecimentos e fazer novos contatos que serão fundamentais para o seu amadurecimento.
Descobrindo o mundo e se redescobrindo a si mesma, encontra a base para seus futuros trabalhos. Embora nunca tenha sido vítima de racismo no período que viveu na Itália, estar longe do Brasil, convivendo com pessoas de diferentes origens e etnias, a fez refletir sobre sua origem, sua identidade e seu valor. Ser mulher, negra e brasileira, fatores que poderiam representar um sinônimo de dificuldades para alguns, para ela foi um ponto de partida, um estímulo para a superação, para seguir em frente apostando em valores como talento, conhecimento e dignidade.
De volta ao Brasil, a moça bonita de Vigário Geral está pronta para dar outra dimensão para sua vida profissional. Com o currículo e espírito enriquecidos na passagem pela Europa, Lívia ganha crédito e autoconfiança para expor outras facetas do seu talento. Passo a passo ela se confirma como uma artista multifuncional, capaz de recitar, cantar, posar, produzir e, sobretudo, pensar e falar.
Em 2009, durante o "Leblon Jazz Festival”, conhece seu marido, o músico italiano Nu Braz, e com ele vem para Milão, passando outros dois anos na Itália. Tempo suficiente para pôr em prática o seu projeto "Etnia Brasileira", cujo intento é promover a cultura "afro-brasileira".
Inicialmente foi criado um blog www.etniabrasileira.com.br que em um curto espaço de tempo se tornou um importante fórum de debates sobre questões sociais, culturais e antropológicas ligadas à negritude brasileira.
A continuidade natural do projeto prevê o lançamento de um documentário. Segundo sua idealizadora, que mantém o projeto sozinha, sem nenhum tipo de apadrinhamento ou parceria, será apresentado ao público em 2012.
Para Lívia Zaruty, Etnia Brasileira é um projeto que objetiva valorizar a cultura Brasileira, promovendo a igualdade e a reafirmação do conceito de multi identidade étnica como uma expressão única do provo Brasileiro. O objetivo é acabar com os estereótipos raciais, trazer união e mostrar que a cor da pele de uma pessoa não pode determinar sua história e realidade.
Atualmente vive no Rio de Janeiro, onde, além de ter uma produtora e um estúdio de gravação junto com o seu marido, Lívia continua prosseguindo com sua carreira.
Recentemente foi protagonista da campanha publicitária da Petrobrás e participou de seleções para o futuro elenco da Rede Globo.

Sem dúvida o mundo precisa de mais "Lívias Zarutys". Bela, talentosa, sensata e, sobretudo, corajosa.
O seu exemplo e sua mensagem são simples e práticos, mas de uma preciosidade indiscutível: respeito e amor ao seu semelhante, porque desse jeito estaremos respeitando a nós mesmos. Amar e respeitar ao seu semelhante são o único caminho para evolução. Sem isso teremos de nos contentar com as barbáries e crueldades de todos os gêneros.

Texto: Luiz Mendes (Editor chefe da Revista Aqui Milão)"

0 Sua Vez...:

Licença Creative Commons
O trabalho ETNIA BRASILEIRA de Livia Zaruty foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.etniabrasileira.com.br.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://www.etniabrasileira.org.